Errata

 

Leitores, estou agora ratificando uma afirmação que fiz na minha crítica sobre “Cidade dos Sonhos”. Lá, falei que meu vínculo com o filme seria curto, pois ele era desagradável e bastava assití-lo uma única vez, e não querer nem mais lembrar dele. MENTIRA! Tenho que admitir que, desde a vez que eu o assistir, há uns 3 meses atrás, não consigo parar de pensar nele. É mágico. Nem sei se na próxima vez que eu for assistir eu irei gostar mais, mas só o fato de não tirá-lo da minha cabeça, já é algo que conta positivamente. Estou conseguindo aos poucos, observar sua vastas qualidades.
Por isso, estou me corrigindo.
De (7/10), para (8/10).
–> Já é um bom começo né?
Anúncios