Indiana e Speed

 

Nessa última quarta-feira (21/05), fui aos cinemas conferi Speed Racer, e ir na pré-estreia de Indiana Jones E O Reino Da Caveira De Cristal. Vou ser breve, mas depois irei me aprofundar em ambos os filmes

.

Speed Racer:

Indescritível. Speed foi surpreendente e ao mesmo tempo difícil de ser aceito; logo no início do filme, minha opinião não era tão favorável; as cores psicodélicas e alguns efeitos especiais diferentes não foram tão fáceis de conceber. Mas depois de algum tempo, vi o quanto minha mente estava predisposta a não gostar do filme. Mas aí eu lembrei de “Dogville”, filme-pérola que utilizava-se de meios visuais não tão convencionais assim. Foi o suficiente para eu repensar minha opinião sobre o que estava vendo.

Também alguma sacadas hilárias e inteligente dos Irmãos Wachowisky me conquistaram. O ritmo frenético do filme foi bem empregado, e o nível de interação com o espectador também. Ou será que só fui eu que ouvi as batidas do meu coração na corrida final do filme? Sem contar que o forte do filme, não são aquelas corridas alucinentes e conturbadas, mas sim, os personagens, as situações, os sentimentos, os valores e a ousadia. Algo não tão bom quanto o primeiro “Matrix”, mas chega perto. E isso já é muita coisa.

Cotação: 9/10

Indiana Jones:

Para maiores informações, acessem a crítica completa no cite http://www.cinemacomrapadura.com.br/ , que deverá ir ao ar em pouco tempo. Mas só para adiantar, Steven Spielberg está fenomenal, Gerge Lucas deveras criativo, Harrison Ford eufórico e Cate Blanchett sobreba. Se não fosse pelo final um pouco fantasioso e pela vaga irregularidade no roteiro, o filme seria irretocável. Só uma observação: Não foi Spielberg que disse que iria encerrar seus filmes com ET’s?

Cotação: 9.0/10

Anúncios